Parceiros de Ouro
0 de 8
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demás Créditos del Foro.
Parceiros de Prata
0 de 26
Parceiros de Bronze
0 de 34

[Jornada] Loki

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Jornada] Loki

Mensagem por Loki em Seg Dez 10, 2018 9:26 pm

Introdução
Parecia tudo perfeito. No quarto, ar condicionado ligado denunciando a alta temperatura local, diversos pôsteres colados aleatoriamente ao longo das quatro paredes, pelúcias e adornos espalhados pelo chão ou mal organizados, som ligado numa frequência agradável mesmo que a música pareça uma mistura de briga de gatos com o arranhar de um talher sobre o prato de vidro, cama bagunçada, brilho nos lábios e uma longa passada de olho sobre as páginas de uma revista Teen com uma matéria dedicada ao ilustre líder de ginásio da cidade, Marh Wlesnty.

Aaaahhh... Suspirei bem fundo, preparando os lábios luminosos para um singelo beijo naquela foto.

Darumaka jazia de olhos fechados sobre a escrivaninha em sua típica posição zen onde encolhe as patinhas e permanece imóvel, e a porta estava seguramente trancada, logo, ninguém me viu nesse momento cafona de menina melosa. Não devo ser a única a ter uma queda por ele. Com toda certeza um dia estarei a sua frente e teremos uma batalha tão excitante quanto qualquer beijo! Vai que numa dessas ele se apaixona pelo meu jeitinho? Hahaha. Bom, é uma pena que tudo isso vai ter que esperar... De fato estava tudo perfeito: Ivo, o irmão do meio, está cursando os últimos dias do semestre na faculdade de medicina em Vulxren City, ele quer seguir os passos da mamãe; já o imbecil do Gregório, meu - infeliz - irmão mais velho e atual responsável, está em expedição em algum lugar de Equistria, exercendo o seu ofício de militar... por mim nem aqui pisaria mais! Ele já expôs as suas intenções, deve estar tramando alguma coisa para reforçar o seu plano.

— Ele deve estar achando que sou boba, hein? — Indaguei a mim mesma. Darumaka abriu um olho, em seguida despertou. — Você está comigo para o que der e vier, não é parceiro? — O vermelhinho já estava acostumado com a minha personalidade, decerto que sabia dos meus 'momentos', era tão bom saber que eu podia contar com alguém... queria poder esperar isso de algum dos meus familiares, mas infelizmente não posso. Gregório é um exímio ditador, e Ivo está sempre tão isento de tudo. Considero que depois da morte do meu pai eu sempre estive sozinha, então já é hora de dar um rumo a minha própria vida. Sim, estava tudo caminhando perfeitamente bem, nesse ritmo em breve porei em prática o meu estimado plano de fuga.

Loki
Loki
Mensagens : 12

Treinador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] Loki

Mensagem por Loki em Ter Dez 11, 2018 7:22 pm

Iniciativa
Manhã, Tartaros City;
Treino


O verão castigava a cidade com a elevada temperatura, e apesar do povo de sangue quente apreciar o clima para possíveis festividades, não há como negar que ele também atrapalha no cotidiano forçando as pessoas a saírem de suas casas ou buscando alívio a qualquer custo. Para mim não foi diferente, o casarão da família Hellmeister fica ao final de uma conceituada rua habitada majoritariamente por pessoas de classe alta, um típico bairro burguês, sacou? Não que isso seja um primoroso motivo de orgulho. Andei pensando... se meu objetivo era fugir antes que meu irmão Gregório me mandasse para um colégio interno, então teria que abrir mão das regalias dessa cidade, a começar pelo conforto dessa mansão. Fitei a paisagem pela janela do quarto, vesti uma roupa mais leve, desliguei o som e convidei o Darumaka para que saíssemos dali.

— Ei parceiro, vamos dar um rolê por ai. — A criatura prontamente se postou no meu colo, minha reação foi imediata — Qual foi?! Já tá um calor da zorra e você ainda vem com esse corpo quente pra cima de mim, parceiro? Tá maluco?! Vai andando pô. — Direta, porém, ele já estava acostumado; tranquei a porta do quarto, desci a escadaria sempre atenta aos funcionários e sorrateiramente segui para o portão principal, a saída.

Já estava a dois quarteirões dali, caminhando em direção ao centro, ruas largas e trânsito fluído, uma galera andando despreocupada, pegando uma brisa, refrescando-se como podem e até fazendo um cooper. Tá ai, a praça deve estar mais fresca, nesse sentido segui o pessoal que estava fazendo corridas, decerto que eles caminham pela orla da praça, local específico para realizar atividades físicas. Darumaka era bem ligeiro pra alguém de patinhas tão curtas, conseguia me acompanhar com êxito e não parava para interagir com outras criaturas. Finalmente chegávamos a praça, me surpreendi ao ver que ela não estava abarrotada de gente... isso é bom, quanto menos gente chata, melhor. Escolhi um canto para me sentar e refletir sobre umas questões.

— Sabe Daru... Se vou mesmo fugir preciso de um propósito de vida; um objetivo. — O pequeno, apesar de quase sempre hostilizado, prestava atenção em tudo o que eu dizia. — É complicado partir sem um tipo de trajeto, saca? Não quero virar uma vagabunda, muito menos uma pedinte... — Pausei, fitando a visão panorâmica a minha frente. O largo da praça com uma estrutura moderna e bancos dispostos em pontos estrategicamente sombreados pelas altas copas das árvores de carvalho, os civis atravessando ocasionalmente, crianças seguindo um conjunto de Pidoves, perturbando-os e recebendo os resmungos indiretos dos idosos que vinham para relaxar em momentos de paz e serenidade. Meus olhos percorriam tudo até parar numa cena onde um jovem batalhava contra um pokémon, em seguida o capturava... uma atividade muito comum, principalmente para àqueles que se dedicam ao treinamento deles. Sempre apreciei as batalhas pokémon, mas nunca me vi dentro desse contexto, exceto em meus sonhos enfrentando o Marh Wlesnty onde a vitória resultava num pedido de casamento. — E se...

Levantei apressada do banco.

O Darumaka safado tinha se aproveitado da serenidade do lugar para meditar, me pergunto se ele estava mesmo ouvindo meu desabafo, hm?! Enfim, acabou por se assustar com a minha ligeira ação. A paz de antes deu lugar as chamas que eu sempre senti, havia uma ideia pairando na cabeça e eu precisava colocar em prática o quanto antes. — Daru, eu sei que nunca fizemos isso antes, mas e se treinássemos? Tipo, se eu ficasse fodona e fosse conhecidíssima por isso, ninguém, eu disse: NINGUÉM iria interferir na minha vida. Isso não é um máximo?!  — Era um mix de emoções, deslumbres e a empolgação de uma ideia libertadora. Darumaka nunca foi de refutar, portanto, aprumou-se em concordância e estava disposto a trilhar esse caminho comigo. Certo! Agora eu só precisava de um alvo fácil... Aqueles Pidoves foram afugentados pelos moleques e acabaram se afastando uns dos outros, cacei algum que estivesse mais solitário para a primeira investida. E lá estava o pombo num canteiro ciscando a terra em busca de farelos de pão jogados pelos velhos. Era a minha deixa.

— Daru, vamos lá! Rock n' Roll, baby! — Um comando subjetivo para o Rollout.

Felizmente, desde que ganhei o Darumaka no meu aniversário de quinze anos recebi também um dispositivo tecnológico (Pokédex) que agendava e dava informações sobre qualquer pokémon catalogado, e com o meu não foi diferente. Já estudei sobre a espécie e conheço seus movimentos iniciais, lembro da primeira vez em que vi o Rollout em ação, foi tão rude e ao mesmo tempo tão incrível que passei a associá-lo ao bom e velho Rock n' Roll, o tipo de som que curto muito. Desde então, temos essa palavra chave como referência ao ataque. Enfim, Darumaka fechou seu corpo numa forma esférica perfeita e rolou ligeiramente em direção a ave que era pega de supetão pelo movimento super eficaz. — Yeah! Pegamos ele! — Vangloriei. Pidove foi lançado para fora do canteiro e enquanto Darumaka rolava fazendo um contorno e indicando um retorno para uma nova investida, o pássaro preparava-se para o combate estabilizando-se e mantendo o foco sobre o adversário, uma ação que reforçava o aceite da intimação.

Vs. Pidove

O pokémon avermelhado rolava um pouco mais rápido agora sugerindo que a cada acréscimo o ataque teria mais força, com isso mantive a confiança acesa na esperança de que minha primeira experiência com uma batalha seria algo tão fácil quanto acender um fósforo. Todavia, essa estima estava para mudar, observem. Pidove levantava um voo raso e num bater de asas lançava uma rajada de brisas sobre o corpo roliço do oponente, era um típico Gust em ação, uma manobra que causa danos, mas que a este ponto não era o suficiente para parar o rolo compressor. Nesse sentido, Darumaka cortava a corrente de ar e acertava mais uma vez a ave que não soube raciocinar uma boa esquiva num momento de pressão como aquele. Novamente o redondo escarlate denunciava um retorno para uma nova investida, e foi ai que percebi uma coisa peculiar... Não que ele estivesse em chamas, mas consoante a força e velocidade do ataque, ele ia ficando mais vermelho, mais intenso... Era no mínimo estranho, fora os grunhidos de euforia que ecoavam ocasionalmente.

— ... Daru? — Indaguei um tanto receosa, confesso.

Pidove já entregava os primeiros sinais de cansaço, é compreensível, afinal de contas recebeu dois golpes efetivos, me surpreende que ainda esteja com energias para lutar. Dada a sua condição, e a do adversário, o voador resolveu emplacar outra tática, dessa vez preferiu gastar energias em esquivas práticas do que causar danos; sendo assim, passou a pular de um canto a outro arrulhando* pequenos Growl na tentativa de reduzir a força do oponente. — Isso é novo... — Comentei — Darumaka continue! Não são esses piados que vão nos parar, falou?! — Mantive imperativa. Contudo, era nítido que o nível de empolgação do Darumaka falava mais alto do que seu tino para vitórias, ao menos foi assim que interpretei; a criatura agora não só rolava como ricocheteava nos ângulos, passava por trajetos aleatórios e acertava o alvo errado, uma sucessão de erros que o fez parar de rolar. Pidove viu ali uma oportunidade para cessar seu arrulho e investir com mais um Gust batendo suas asinhas com alguma dificuldade devido as dores e atingindo em cheio o tipo fogo.

— Se move rapaz! Use Tackle dessa vez!

Tentava me manter motivada para que também pudesse motivá-lo. Darumaka atendia ao pedido com prontidão, ele se levantava, cruzava as lufadas de vento e num único impulso pôs-se pra cima do adversário com um poderoso Tackle. Pidove não conseguiu evadir a tempo, estava cansado e debilitado após a sequência de danos até que por fim entregava os pontos: A vitória era nossa, porém, para Darumaka aquilo não bastava. O pequeno rubro enrolava o seu corpo mais uma vez depois de ter esboçado uma feição um tanto... obsessiva? Parecia estar com um ânimo além da conta, a azáfama* de concluir o serviço lhe dava combustão de energia e perda das margens de erro. Se por acaso eu deixasse ele usar o Rollout involuntariamente sobre aquela criatura incapaz de se defender estaria corroborando para uma possível morte, e isso eu definitivamente não quero.

— Já chega! — Bravejei. No mesmo instante o Darumaka saiu do seu estado de ansiedade e relaxou, mesmo de longe eu conseguia sentir o calor emanando do seu corpinho roliço. — Sei que raramente faço isso, mas acho que vai ser melhor assim... — Puxei a Pokéball do bolso, ativei o dispositivo e recolhi o monstrinho vermelho para que pudesse descansar. Quanto ao Pidove... Nessa minha tentativa de acalmar o Darumaka percebi que poderia capturar aquele pombo uma vez que saí vitoriosa sobre ele. — A minha primeira captura! — Levei a mão no bolso onde costumo guardar as coisas, e nada; passei pelos outros bolsos e compartimentos: chicletes, papéis velhos, partículas de bolor, mas nada de outras Pokéballs. Pois é, eu as esqueci em casa. A primazia da primeira captura teria que ficar para um outro dia, ademais, já era de hora de seguir pra casa... alguns daqueles pombos pareciam estar voltando e eu não quero a irmandade dos Pidoves atrás de mim.

*  *  *

Novamente no meu quarto, a primeira coisa que fiz após um bom banho e refeição foi consultar a Pokédex. Não é por nada não, mas aquele comportamento do Darumaka foi muito estranho, ele não costuma agir assim, é sempre tão modesto e paciente, confesso que fiquei assustada. Cheguei a cogitar a possibilidade dele ter se transformado pois era a sua primeira batalha de fato, até ler as informações sobre a espécie. Consta na análise dos dados que os Darumaka possuem a habilidade Hustle, uma peculiaridade que lhes dão mais força física, porém, prejuízo no êxito das ações. — Hmm, é isso? — Sussurrei. Talvez fosse a constatação, ao menos era a que mais me convencia, mas será possível que uma habilidade tão comum à espécie possa ter lhe provocado tamanho frenesi? Decerto seria algo a ser trabalhado ao longo do tempo. Guardei a Pokédex e me joguei na cama. Virando o rosto, fitei a Pokéball do Darumaka sobre a escrivaninha, suspirei lentamente e não neguei o súbito sorriso no canto do rosto surgir após a aceitação da ideia: — Então, é isso o que é ser um treinador, hm? — Refleti, remoendo quantos outros desafios teria que enfrentar além desse dilema do amigo rubro — Vai ser divertido.

*Arrulhar: Nome dado ao som produzido pelos pombos;
*Azáfama: Pressa/ansiedade na execução de um serviço
.

OBS:
Os Presentes, na humildade. Paz.

Loki
Loki
Mensagens : 12

Treinador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] Loki

Mensagem por Gust F. em Qua Dez 12, 2018 5:46 am

Avaliação
História: A sua história é no mínimo interessante. Apesar de entregar-se ao clichê que é, inicialmente, ser uma treinadora pokémon e todo o resto que já conhecemos, sua personagem ainda tem um motivo por trás, ela não quer só porque sim. Você conseguiu sair do maior clichê do universo pokémon de uma forma brilhante, simplesmente ótima.
Batalha: Eu gostei bastante de como você executou a batalha, a maneira como você detalhou cada um dos movimentos e conseguiu incluir, de maneira narrativa, a habilidade de seu pokémon, Além disso, o finalzinho do combate, quando sua personagem cogitou a captura do Pidove, eu sinceramente não esperava aquilo, foi uma quebra de expectativa muito grande e que combinou muito bem com a ocasião.
Ortografia: Eu só queria comentar que eu amei a forma como você colocou as gírias na sua narração. Sai um pouco do padrão das jornadas serem escritas bonitinhas e com palavras elegantes. Você criou uma harmonia muito boa entre esses dois pontos, foi muito legal ler sua jornada.
Nota:
✮✮✮✮✮
Bônus:
Darumaka recebeu 1500 de Experiência e subiu para o nível 9! (0/500)

O player recebeu 250 de Experiência de classe e subiu para o nível 2! (150/200)


Darumaka
Nvl: 9 (0/500)
Hp: 23/23
+100 de Happiness (x2 Happiness)
Aprendeu Incinerate!
Aprendeu Rage!

Recebeu os presentes Vermelho, Vermelho e Azul!
Recebeu uma Timer Ball.
Gust F.
Gust F.
Mensagens : 342

Gust

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada] Loki

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum