Parceiros de Ouro
0 de 8
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demás Créditos del Foro.
Parceiros de Prata
0 de 26
Parceiros de Bronze
0 de 34

[Jornada]Willer - Além do Cosmos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Willer em Dom Nov 18, 2018 6:39 pm



Prologo - O Culto




Ω

Era uma noite de lua nova na região de Equestria. O vento agradável e calmo da primavera batia contra a cidade de Seaport. Pokémon noturnos vagavam pela cidade vazia a meia noite. Marinheiros trabalhavam em seu turno no porto, cuidando dos barcos e transportando mercadorias de dentro para fora. Cidadãos estavam em sua maioria localizados nas suas residencias, dormindo, virando a noite vendo suas séries ou jogando seus jogos.
Em meio as ruas desertas e bem iluminadas da cidade portuária, uma figura utilizando um manto negro como a noite andava as espreitas, como se temesse ser visto. Tal ser adentrou em meio a um escuro beco, se deparando com uma porta em seu final. A misteriosa figura andou até a porta e a abriu com uma chave peculiar, se assemelhando a uma chave de caveira suja de sangue. Ao empurrar a porta, o emular se virou para trás se assegurando que ninguém o seguiu, revelando em seu rosto uma mascara masculina branca como mármore, sendo algo que gregos utilizavam em seus teatros antigamente. O roer da porta de fechando com a entrada do homem terminou com a batida da porta que se fechou, seguido do barulho da chave a trancando.

A figura então desceu a escada em espiral apos a porta, iluminada por lampadas antigas presas a ganchos nas paredes de tijolos negros. Ao chegar no fim das escadas o ser de viu frente uma porta dupla de madeira semi aberta, com uma luz dourada saindo de sua brecha. Sem exitar, o homem abriu a porta e adentrou na sala.
A sala em seu todo era um hexágono perfeito, com chão de pedra polida, parede de tijolos negros e o teto era forrado com tabuas de carvalho escuro. Outros seres iguais ao homem estavam presentes, agora as mascaras alternavam entre masculinas e femininas. O local seria completamente escuro se não fosse um unica fonte de luz no centro da sala, uma adaga dourada que brilhava intensamente encima de uma simplória mesa. O homem se aproximou da mesa, contemplando a belíssima relíquia sagrada a sua frente, a qual parecia lhe chamar, lhe convidando a porta-la em suas mãos. Poderia ser coisa da sua mente ou apenas a realidade, mas isso sessou quando uma voz grave cortou o silencio da sala.

-- Cultistas, estão todos aqui? -- Disse uma das Figuras que utilizava de uma mascara masculina e uma coroa de louros. Ele se pôs frente a relíquia, enquanto os outros seres de manto ficaram em volta da relíquia, todos prestando atenção ao seu líder. O homem observou cada um presente, fazendo uma rápida conta e por fim cruzando os braços. -- Muito bem, como já sabem a criança atualmente já esta na fase adulta de sua vida e isso é um perigo para nosso culto. O cosmos que percorre o sangue dele é algo perigoso e instável, algo que em nossas mãos poderia ser de grande utilidade. O sol falhou na sua missão quando estava quase a completa-la, mas agora iremos caça-lo e obter seu sangue.

Os cultistas então sorriam por baixo de suas mascaras, prontos para caçar a criança e utiliza-la como sacrifício ao cosmos. O líder descruzou seus braços e se afastou do artefato, indo conversar com outros cultistas que também utilizavam coroas de louros. O silencio retornou a sombria sala, enquanto grupos de cultistas conversavam sussurrando.



End.

Willer
avatar
Mensagens : 18

Performer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Willer em Qui Nov 22, 2018 1:40 pm



Capitulo I - Vanessa




Ω


--" Anda, anda, anda, anda, anda, anda, anda... " -- A irritante voz de Nikolaos percorria a cabeça de Lukas, com o intuito de irritar seu irmão.

-- TÁ BOM, EU "TO" INDO, MANO! QUE MERDA! -- Lukas gritou de raiva, pegando sua mochila que estava em cima da cama e andando na direção da saída, virando o correr e saindo frente a porta do apartamento -- Estou com tudo aqui? Mochila, Pokébolas, Pokedex... Estou esquecendo de alguma coisa.

-- Osha-OshaWatts! -- A voz de Oshawott viria diretamente do banheiro, o que rapidamente fazia Lukas se lembrar da existência de seu Pokémon.

-- "TU JÁ ESTAVA A ESQUECER DO POSEIDON?! SÉRIO? DEIXA QUE EU ASSUMO DAQUI, POR FAVOR." -- Nikolaos disse em forma de "esporro" para seu irmão, logo os pelos do braço de Lukas se arrepiaram e ele perdeu o controle do corpo.

Nikolaos rapidamente foi até o banheiro, se deparando com Oshaoatt dentro da banheira vazia tentando ligar a torneira. O rapaz sorriu ao ver tal cena, pegando seu Pokémon no colo e beijando sua testa. Oshawott parecia sentir que Nikolaos estava no controle, ficando contente em estar perto do mesmo.

-- Eae, Posei. Pronto para iniciar nossa jornada? Ah, claro que você está. -- O tal disse enquanto saia do banheiro, indo até a saída e finalmente saindo de seu apartamento.

Nikolaos trancou a porta e se retirou do prédio em questão, olhando em volta como se não soubesse por onde começar. Seus pelos do braço se arrepiaram novamente e ele perdeu o controle sobre o próprio corpo. Lukas colocou Oshawott no chão e começou a andar pela cidade de Oceanid, pensando no que faria naquele momento.

Ambos permaneceram a caminhar pela vasta e movimentada cidade. Eram meio dia, estava um sol forte e nenhuma nuvem no céu. Lukas já estava se arrependendo por ter saído de casa naquele calor do inferno, socorro.
Ao passar frente a um beco, nossos "heróis" ouviram o grito de uma mulher, o qual se assemelhava a dor, o que fez com que ambos corressem rapidamente para dentro do beco, a procura da fonte de tal grito, com o intuito de ajudar quem precisasse.

-- AAAAAAAAAAAAH! -- A mulher loira gritou ao ser atacada por um pássaro, que batia seu corpo contra a mulher. Um segundo Pokémon apareceu, caindo nas costas da mulher e eletrocutando ela. Ambos continham coleiras metálicas presas a si.

Frente a moça estava um homem com uma roupa de soldado, utilizando o simbolo de uma adaga dourada nas suas costas. Ele segurava uma especie de controle e a cada vez que apertava um botão o colar dos Pokémon soltavam uma especie de eletricidade vermelha pelo corpo. O pássaro levava o choque e atacava a mulher, enquanto que o roedor parecia não sofrer com a energia.

-- Ande, Vanessa. Pague sua divida e o culto vai lhe deixar em paz. -- O soldado disse para a mulher, apertando novamente o botão e obrigando os Pokémon a atacar.

-- AAAHRRG!... -- A mulher caiu de joelhos no chão, com a respiração ofegante. -- Eu já disse que não tenho tanto dinheiro assim!

-- EI! DEIXE-A EM PAZ! - Gritou Lukas ao ver a cena, com Oshawott a sua frente pronto para lutar.

-- Anh? -- O homem olhou para o jovem de cabelos avermelhados e suspirou -- Pidgey, ataque ele. -- Ao dizer isso, ele apertou novamente o botão que desencadeou uma onda elétrica em Pidgey, o forçando a atacar Lukas.

------ XyX ------

Pidgey rapidamente foi em direção a Lukas, utilizando de Tackle para bater contra o mesmo. Quando o Pokémon voador estava quase a atingir o jovem, um som de colisão ocorreu e Pidgey foi jogado contra o chão. Oshawott avia pulado frente a zona de impacto, utilizando de sua concha para bater em Pidgey e proteger seu mestre.

-- Boa, campeão. Agora utilize vá e utilize Tackle! - Disse Lukas, dando as novas ordens para Oshawott que caiu frente ao mesmo, preparado para atacar Pidgey.

O Pokémon Pássaro se recuperou da colisão e já levantou voo, indo na direção de Oshawott, pretendendo usar novamente o movimento Tackle. Osha correu na direção da ave e jogou sua concha contra ela, o que faria Pidgey colidir com a concha por conta da proximidade e pouco tempo de reação, o forçando parar de avançar graças a colisão, dando a brecha perfeita para Oshawott utilizar seu Tackle, jogando Pidgey para trás.

-- Perfeito, Poseidon! Use novamente Tackle! -- Lukas deu as novas ordens, sorrindo ao ver o desempenho de seu monstrinho.

-- TSC, ANDE LOGO, PASSARO INFELIZ! - O homem irritado apertou novamente o botão, dando outra corrente de choque na ave.

Pidgey se recompos e investiu novamente contra Oshawott que já estava próximo a si. Oshawott contra atacou no mesmo momento com Tackle, colidindo ambos com seus ataques. Osha caiu frente a sua concha a pegando rapidamente enquanto o pássaro se recuperava já com dificuldades.

-- Posei acabe com ele utilizando seu único movimento que dá dano! - Desferiu Lukas em tom de sarcasmo, enquanto cruzava os braços, sabendo que a luta estava ganha.

Oshawott tomou iniciativa, correndo na direção do Pokémon e lhe jogando sua concha. Pidgey por sua vez desviou com facilidade por já esperar tal golpe, mas foi pego desprevinido pelo Tackle da Lontra, que usou sua concha como "Ataque Falso". Pidgey foi jogado para trás, se levantando com dificuldade e sem saber ao certo o que fazer. Seu "Mestre" apertou novamente o botão, liberando uma nova onda de choque. Porém, o pássaro estava fraco ao ponto de levar grandes dano da eletricidade, caindo inconsciente no chão.  

-- Pokémon idiota! Rato, venha aqui! -- O homem apertou o botão, dando choque no Pokémon roedor, que ignorou completamente a eletricidade sobre ele.

O Pokémon correu na direção de seu "dono" e pulou sobre ele, desferindo uma poderosa carga de choque que estava acumulando esse tempo todo. O homem ao receber tal carga acabou caindo no chão imóvel, talvez desmaiado, paralisado ou morto. O ratinho foi até seu amigo Pidgey e começou a balançar o mesmo, tentando acorda-lo. O pássaro se levantou com dificuldades e tentou tirar sua coleira, assim como o roedor ao seu lado.

-- Posei, ajude eles, por favor. -- Lukas disse para seu companheiro, andando até a mulher em seguida.

Oshawott foi até ambos os Pokémon e utilizou de sua concha para quebrar as coleiras. Pidgey e o ratinho começaram a confiar em Osha, correndo ambos em volta dele animados. Já Lukas deu sua atenção para a mulher, ajudando-a se levantar.

-- Você esta bem? O que aquele homem queria com você? -- Disse o rapaz, passando sua mão sobre a nuca, preocupado com a dama em sua frente.

-- Eu estou bem, graças a você. Aquele homem era um soldado enviado por um cultista que tem me ameaçado de morte se não pagar minha divida. -- A mulher disse com certa insegurança, limpando suas roupas e ajeitando seu cabelo bagunçado, da maneira que conseguia.

-- Cultistas? E quanto você deve? -- Lukas olhou para o homem caído no chão e em seguida voltou sua atenção a mulher. -- Posso lhe ajudar de alguma forma?

-- Sim, homens que usam manto e mascaras de teatro. Eles guardam suas verdadeiras identidades, mas tem grande influencia pela região. Estou devendo uma quantia injusta de meio milhão... E-Eu não sei o que fazer a respeito! -- Ela disse a ultima frase com desespero em cada letra, começando a andar de um lado ao outro de maneira breve -- Talvez... Talvez você possa dar um jeito nesse cultista! Ele se encontra na cidade, mas eu não sei aonde. Eu só sei que ele possui uma casa de festas chamada "Electric Show" onde manda seus devedores deixar seu dinheiro. Talvez encontre pistas sobre ele lá.

-- Homens de manto e mascara? Eu os conheço... Eles mataram a minha mãe e provavelmente sequestraram meu pai. -- Lukas disse com certa seriedade, sabendo que a resposta dele seria uma promessa não só a mulher, mas a ele próprio e a seu irmão também -- Senhora, eu irei te ajudar a se livrar desse cultista. Sinto que isso vai me ajudar a achar meu verdadeiro caminho.

-- Oh, pelas estrelas! Muito obrigada! -- A mulher deu um rápido abraço em Lukas, se afastando e sorrindo -- Irei voltar para casa. Caso dê um jeito nele, passe na minha floricultura aqui perto e eu lhe darei uma recompensa.

A mulher então foi embora do local, o que fez o jovem levar sua atenção de volta aos Pokémon. Ele se aproximou calmamente e Pidgey ao ver Lukas voou até seu ombro, se esfregando na cabeça do rapaz. Oshawott se aproximou e começou a cutucar a perna de seu treinador, como se quisesse dizer algo junto a Pidgey.

-- O que? Você quer se juntar a mim? -- Ao dizer aquilo, Lukas foi surpreendido por Pidgey cantando em seu ouvido alegremente. -- Okay, mas antes deixa eu fazer uma coisa.

O rapaz pegou sua Pokédex e apontou para Pidgey, o registrando. Em seguida apontou para o Pokémon Rato, o registrando também. O Pokémon se revelou ser um Togedemaru, o qual ficou com medo da Pokédex e saiu correndo, sumindo em meio a um pequeno buraco localizado em uma parede.

-- Me pergunto por que ele não fugiu antes se ele não levara dano daquela coleira... Talvez ele estivesse esperando o momento perfeito para atacar o soldado sem ele ferir o Pidgey. -- Lukas disse enquanto pegava uma Pokébola, a mostrando para Pidgey -- De qualquer forma, você quer mesmo vir comigo?

-- Pid-Pidgey! -- O Pokémon exclamou feliz, em seguida tocando com seu bico no botão da Pokébola, sendo então sugado para dentro da mesma ao se transformar em um corpo de luz vermelho.

Lukas então guardou a Pokébola novamente e pegou Oshawott no colo, o qual estava feliz com seu novo companheiro. Assim o jovem herói se retirou do beco, deixando o homem provavelmente desmaiado sozinho e então voltando a sua jornada. O rapaz agora precisava ir até o Pokécenter, com a finalidade de curar seus dois Pokémon.




Ω
-.-

Local: Oceanid City
Hora/Clima: 12:00 / Ensolarado
Personagens: Lukas, Nikolaos, Vanessa, Soldado Cultista e Poseidon, Pidgey.
Tipo de Jornada: Treinamento (Oshawott) e Captura (Pidgey)



End.

Willer
avatar
Mensagens : 18

Performer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Gust F. em Sex Nov 23, 2018 12:56 am


Excepcionalmente desta vez eu não vou avaliar como eu avalio normalmente, utilizando fixamente os três critérios de correção, porque eu li sua jornada faz pelo menos 8 horas e eu estava saindo de casa quando decidi a sua nota, então não vou colocar os critérios aqui. Independentemente de qualquer coisa, não fará muita diferença, achei que você escreveu uma boa história, usando um bom plot que puxa a curiosidade do leitor quanto ao que vai acontecer nos próximos capítulos. Achei também que você descreveu muito bem as duas personalidades e a forma como elas atuam, além de também ter gostado da narração do combate. Eu só fico triste porque eu te ameacei tanto e acabei sendo tombado, uma pena né?

Avaliação:
✬✬✬✬✬

Oshawott ganhou 1500 de Experiência e subiu para o nível 9! (0/500)
Oshawott aprendeu Water Gun!


Oshawott
Nvl: 9 (0/500)
Hp: 8/23

O(a) player recebe 250 de Exp de classe e sobe para o nível 2 (150/200). Perdeu uma Poké Ball com a captura. Recebeu §500.
Recebeu uma Chesto Berry.
Gust F.
avatar
Mensagens : 292

Gust

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Willer em Seg Nov 26, 2018 4:44 pm



Capitulo II - Cerveja e fogo




Ω
Já havia se passado algumas horas desde que nossos heróis se dirigiram até o Pokécenter, onde recuperaram suas energias após a breve batalha em um aleatório beco da cidade. Lukas enquanto esperava pelos últimos tratamentos a Pidgey resolveu pegar algumas informações. O Jovem homem olhou em volta e foi até uma garota de cabelo ruivos, pele clara, sardas e utilizando um vestido azul ciano com detalhes em ouro. Lukas rapidamente se apaixonou pela exuberante aparência da jovem.

-- Olá, tudo bem? Hehe -- O Jovem deu início a conversa, com uma abordagem calma para não assustar sua jovem Crush -- Poderia me tirar algumas dúvidas?

A Garota parou de ler sua Pokédex e olhou para Lukas, sorrindo de maneira doce, agindo como um tiro no peito de Lukas.

-- Olá, estou ótima... Em que posso lhe ajudar?

-- E-E-E... E-u... -- Lukas simplesmente travou, sem reação ou noção do que falar.

-- (Você se situe, maninho. Não aguenta a pressão? Passa pra outro. ) -- Disse Nikolaos sobre a cena que estava a acontecer, tomando a força o controle do corpo -- Eu quero saber se você conhece uma casa de festas... Qual o nome? Ah, Electric show!

-- Eletric Show? Sim, eu conheço. Fica no calçadão da orla, é uma estrutura negra com a aparência de um Jolteon usando óculos escuros. Acredite, não tem como não reparar. Bom, em sumo fica a algumas ruas de distancias daqui  -- A menina disse olhando para o teto, levando a mão ao queixo pensativa.

-- (OLHA QUE COISA MAIS LINDA! ITI MARIL! JOGA A POKÉBOLA NELA! DEIXA EU CONTROLAR O CORPO! AAAAAH!!) -- Lukas surtava na mente de Nikolaos, tentando assumir o controle do corpo mas falhando.

-- (SE CONTROLA, OSH. NÃO PODE VER UMA GAROTA QUE JÁ QUER PEGAR.) -- Nikolaos fecha os olhos e respira fundo, abrindo-os em seguida e sorrindo para a garota -- Muito obrigado.

Ambos apertaram as mãos, em seguida retomaram aos seus afazeres anteriores. Nikolaos pegou a Pokébola de Pidgey e saiu do Centro Pokémon, liberando assim seus Pokémon.

-- Vamos, crianças. -- O jovem pegou Oshawott no colo e olhou para Pidgey, que lhe encarava como se quisesse algo -- Pode voar, só não se afaste.

Pidgey cantarolou feliz e levantou voo, voando alguns metros acima de Nikolaos. Já o nosso jovem iniciou seu percusso pelas ruas movimentadas da cidade, com destino a casa de festas. Niko amava a cidade em seu todo, desde sua arquitetura, envolvendo decoração de rua, casas e o ginásio, até as pessoas que ali viviam. Idosos fofos, adultos bem integrados, adolescentes irritantes e crianças que são fofas até lhe chamarem de feio, porque se uma criança te chama de feio, você automaticamente é feio.
Quando Nikolaos foi perceber, ele já se encontrava próximo a praia, o que o fez andar mais rápido, chegando assim no calçadão. O jovem sorriu e respirou fundo, sentindo a brisa lhe banhar, sentindo a calmaria do mar e sentindo... Uma grande vontade de vomitar.

-- (Esqueceu que você fica enjoado com o cheiro do mar, maninho? Ownt, deplorável. Vai logo no objetivo.) - Lukas aproveitou o momento para caçoar de seu irmão.

Niko ignorou seu irmão e ffocou em Oshawott, que tentava sair a todo custo dos braços de seu treinador. Seus olhos brilhavam de puro desejo e prazer, querendo simplesmente mergulhar no mar.

- OSHA! OSHAWATTS! -- Exclamou o Pokémon Lontra, ansioso para ter seu atual desejo realizado.

-- Nana nina não, Poseidon. Vamos primeiro investigar aquele lugar. -- O jovem disse enquanto se afastava da areia, andando pelo calçadão.

Não demorou muito para encontrar a tal casa de festas. Uma construção em forma de cubo, completamente negra, junto a placa de um Jolteon utilizando óculos escuros e com o nome do local "Electric Show". Nikolaos ficou parado frente a mesma e percebeu a placa de fechado na porta.

-- Okay. Pidgey? -- Ao citar o nome de seu Pokémon, o mesmo pousou sobre o ombro do treinador -- Pidgey, seja meus olhos, okay? Rodeie a construção e veja se encontra algo útil.

Pidgey então levantou voo, começando a rodear o perímetro em busca de alguma entrada. Nikolaos ficou parado no mesmo lugar, pensando no que poderia ter lá dentro e possíveis planos alternativos caso tudo venha a dar errado.

-- Okay, okay... É só entrar, procurar pistas de quem é esse cultista e ir embora. Oshawott me protege, okay? -- O jovem disse olhando fixamente para a porta, sentindo seu Pokémon esfregar seu rosto no corpo do maior, como se concordasse com ele.

Niko permaneceria a encarar tal entrada, mergulhado em seus próprios pensamentos, até ser tirado de sua zona mental pelo grito de Pidgey. O rapaz olhou para cima e viu seu Pokémon voando em círculos, tomando em seguida um rumo a parte traseira da construção. Nikolaos rapidamente seguiu a ave, passando pelo beco da casa de show, chegando nos fundos da mesma e se deparando com uma porta de entrada.

-- Perfeito, Pidgey. Consegue abrir a porta? -- O treinador estendeu sua mão na direção na maçaneta da porta, logo seu Pidgey pousou em cima da mão do mesmo, utilizando das suas garras para abrir a tranca da porta. -- Meu poderoso Zeus, te amo.

O maior deslizou seu dedo pelo pescoço de Pidgey, fazendo um breve carinho como forma de agradecimento. Em seguida Nikolaos abriu a porta com cuidado, adentrando junto a seus Pokémon, fazendo o máximo de silencio possível. Eles se deparavam com uma sala cheia de caixas com as mais diversas bebidas, Niko que não é bobo e nem nada pegou uma garrafa de Vodka, colocando-a dentro de sua mochila.

-- Gente, esse vai ser nosso segredinho. -- O jovem disse para seus companheiros, andando na direção das escadas que os levariam ao segundos andar -- Vem crianças... Oshawott?

Assim que Nikolaos olhou para Oshawott sentiu suas pernas ficarem bambas, seu ar se esvaiu para fora do pulmão por breves segundos e o medo bateu na cara dele, sem dó nem piedade. O Pokémon Lontra estava pasmos com o que havia em sua frente, um cachorro com dois chifres, de pele negra e coleira metálica, estava a sua frente, o encarando como se fosse a própria morte. O Pokémon canino soltou fumaça pelas suas narinas, as jogando contra a cara de Oshawott.

-- (LUKAS, LUKAS, LUKAS! ASSUME ESSA MERDA, ANDA LOGO!) -- Berrou Nikolaos na zona mental, passando a força o controle do corpo para seu irmão. -- Tsc. Posei, use Water Gun. Pidgey, vá na frente e vasculhe o segundo andar!

Lukas assumiu o controle da situação e do corpo com louvor, como se já estivesse preparado para isso. Oshawott abriu a boca e utilizando da umidade presente no local criou um disparo de água que foi na direção do Pokémon de fogo, o qual disparou a partir de sua uma rajada de fogo, que se chocou contra a água, formando uma curta nuvem de vapor, mas a água não havia acabado, colidindo contra o cão e o jogando contra uma pilha de caixas com cerveja. O cão se levantou e iniciou uma série de latidos furiosos contra a Lontra, como se a xingasse de todas as coisas ruins possíveis e mais um pouco.

-- (Cala a boca dessa cadela, maninho!) -- Lukas revirou os olhos ao ouvir seu irmão falando na zona mental, olhando para o chão e em seguida para Oshawott -- Posei, utilize Water Gun novamente!

Oshawott novamente efetuou um disparo de água na direção do Pokémon de fogo, que já havia se levantado e se preparado, desviando da água ao pular para o lado, disparando diversas bolas de fogo na direção de Oshawott. O Pokémon Lontra conseguiu desviar da maioria, mas foi acertado por uma, o jogando contra uma pilastra de concreto. Lukas correu rapidamente até seu Pokémon, o ajudando a se levantar enquanto o cão se aproximava lentamente, preparando outra rajada de fogo. Prestes a disparar contra os invasores, o feroz cão foi atingido por uma descarga elétrica, o que o levou a cair no chão, disparando a rajada contra o teto. O Pokémon caiu inconsciente no chão e de onde havia vindo a descarga, não se encontrava nada. Lukas brevemente registrou o Pokémon em sua Pokédex, descobrindo seu nome, Houndoom.

-- Vamos, Posei. -- Lukas disse pegando seu Pokémon Lontra no colo e subindo as escadas, a procura de Pidgey.

-- Pi-Pidgey! -- O chamar do pássaro no segundo andar vinha em tom de ajuda, como se ele estivesse com problemas.

Ao chegar no local de onde Pidgey berrava seu próprio nome aos prantos, Lukas se deparou com outro Houndoom, o qual era idêntico ao anterior, desde sua aparência até sua coleira metálica. O Pokémon correu na direção do treinador, mas foi parado por um jato de água vindo de Oshawott.

-- Pidgey, cuide dele! Irei seguir em frente! -- Disse o jovem enquanto corria para dentro da sala que estava ao seu lado.

O cão iria atacar Lukas enquanto ele corria, mas foi interrompido por Pidgey que se chocou contra o mesmo, voando para trás em seguida. Lukas ao chegar na sala, perceberia que a mesma era os aposentos do cultistas. Uma explosão de fogo viria do corredor, seguido do grito raivoso de Pidgey. O treinador estava com medo, mas sabia que nada de ruim aconteceria a seu Pokémon. Oshawott estava como guarda-costas de seu mestre enquanto ele vasculhava o quarto.

-- Pidgey! Pidgey! -- O berrar do pássaro ao desferir seus ataques contra o Pokémon podiam ser ouvido por todo o segundo andar. Pidgey a cada momento desviava das rajadas de fogo desferidas pelo cão, mesmo com pouco espaço de voo, ele conseguia se mover com movimentos simples de esquiva. A cada desvio uma parte do corredor era atingida pelas rajadas, o que gerava um breve incêndio, o qual não chamou nem um pouco a atenção dos Pokémon.

Lukas abriu um armário a procura de provas, encontrando um manto negro guardado no cabide e ao seu lado estava pendurado uma mascara utilizada pelos Cultistas. Um sentimento de desprezo percorreu todo o corpo do rapaz, mas não era apenas isso, ele podia sentir muitas coisas ao mesmo tempo ao ver aquele simbolo de sua desgraça... Ódio, medo, amargura, saudades, traumas.. Com raiva, Lukas fechou as portas do armário. Ele se virou e continuou a procurar pistas relacionadas ao cultista. Ao olhar para a escrivaninha, pode perceber que uma carta estava aberta acima da mesma. Sem exitar, Lukas pegou a carta em mão e a leu.

" Para Eletricity:

Como um dos olhos do Cosmos, você deve vigiar, informar e obter informações a nossa causa. Não se esqueça que você deve cuidar dos negócios envolvendo a monetização do culto junto aos seus parceiros da ramificação. Como líder da ramificação dos Olhos do Cosmos, é meu dever lhes guiar perante nosso percurso na região de Equestria. Não se esqueça, os olhos estão por todos os cantos.

- A sombra."


Lukas amassou a carta e olhou para a janela frente a escrivaninha, pensando por breves segundos sobre o que acabou de ler. Após sair de seus devaneios, o jovem voltou a sua procura, indo diretamente na direção de um baú e o abrindo, vendo incontáveis papeis. Ele leu alguns brevemente, percebendo que eram "notas" sobre devedores. Ele peculiarmente achou a nota que falava sobre Vanessa.

-- Ela tá devendo porque pediu ao culto para importar flores de outras regiões? E isso custa tão caro assim? Credo. -- Em meio a papeis de devedores, Lukas encontrou varias pulseiras amarelas, o que ele associou ao Cultista.

A procura do jovem foi rapidamente interrompida por Pidgey quebrando a parede com seu corpo, parando caído no chão. Ele tentava se levantar mas já estava fraco por conta de toda a luta. Houndoom apareceu entre o baldrame da porta do quarto, em meio a fumaça que vinha do corredor. Seus olhos podiam refletir a raiva que ele estava sentindo, sua respiração ofegante soava como um martelo no ouvido de cada um. O cão latiu furioso, pulando na direção de Pidgey com sangue nos olhos e aço nas garras. Porém, graças a qualquer divindade, um pedaço de uma viga caiu em cima do cão, o jogando contra o chão preso a um segmento do teto que caiu logo em seguida pegando fogo.
Lukas quando se deu conta já estava cercado por fogo, puro fogo mortal. Sem pensar duas vezes o treinador retornou Pidgey a Pokébola e pegou Oshawott no colo, correndo na direção da janela e a quebrando. Tudo atrás do mesmo estava a desabar, o inferno parecia nascer naquela sala, a morte parecia se aproximar mais de Lukas, o que o forçou a pular da janela. Por sorte, o treinador caiu dentro de uma caçamba de lixo cheia de sacolas com copos plásticos. O jovem se recuperou, saindo da daquele mar de Hisashi (Lixo.) e correndo com seu Pokémon lontra em seus braços na direção da rua.
Atrás de Lukas, mais precisamente no prédio, ocorreu uma explosão. O rapaz olhou para trás e percebeu que o inferno não era apenas o quarto e sim o local inteiro. O primeiro, segundo e terceiro andar estavam em chamas, explosões ocorriam a cada momento, provavelmente por conta das grandes quantidades de bebidas. Lukas se deu conta de que os dois cães pereceram no prédio, abraçando Oshawott em silencio.

-- Vamos... Vamos embora, amigão. -- O jovem beijou a testa de seu Pokémon e saiu andando as pressas.

Pistas foram encontradas, prédios incendiados e almas tiradas de seus corpos em meio ao fogo. O que era pra ser uma simples espionagem se tornou um acidente infernal. Nosso "herói" seguiu rumo ao centro Pokémon, com o intuito de curar seus companheiros e chegar a uma conclusão junto a Nikolaos.






Ω
-.-
Local: Oceanid City
Hora/Clima: 15:00 / Ensolarado
Personagens: Lukas, Nikolaos, Houndoom (x2), Pidgey, Oshawott e Garota Desconhecida.
Tipo de Jornada: Treinamento (Pidgey e Oshawott)


Continue...

Willer
avatar
Mensagens : 18

Performer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Kio' em Seg Nov 26, 2018 5:33 pm


Avaliação

» Comentários: O texto está bem escrito e estruturado, com uma ótima narrativa e descrição dos fatos, entretanto, senti que alguns pequenos pontos poderiam ser mudados para melhorar a leitura. Em muitos momentos o texto, você utilizou de sinônimos e outras palavras para citar um Pokémon em específico, e isso é ótimo, contudo, se repetiu diversas vezes uma atrás da outra, o que torna a leitura cansativa e repetitiva, tente buscar mais diversificação, e o mesmo vale para o personagem principal, que em alguns parágrafos se repetiu até três ou mais vezes em questão de duas linhas de diferença.
A batalha ficou um pouco camuflada dentro da história e achei isso interessante, não precisando destacar que está em um combate, apenas prosseguindo a narrativa sem rodeios. Novamente dizendo, seu texto está bem estruturado. Ainda na batalha, também cometeu repetições que poderiam ser evitadas aqui, principalmente com o verbo 'disparar'.

» Nota: ✬✬✬

» Condições:

10/25 (cansado)


00/12 (desmaiado)

» Prêmios:
Oshawott ganhou 900 de Experiência e subiu para o nível 10! (400/600)
Pidgey ganhou 900 de Experiência e subiu para o nível 7! (250/400)
Nikolaos recebe 150 de Exp de classe e sobe para o nível 3! (100/300)
Nikolaos recebe 420 de dinheiro.
Nikolaos recebe um Luminous Moss.
Kio'
avatar
Mensagens : 29

Kio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jornada]Willer - Além do Cosmos

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum